Exhibition: as vísceras de Daniel Malva em Londres

O fotógrafo brasileiro, de Ribeirão Preto, Daniel Malva apresenta sua exposição Gabinete de Curiosidades, em Londres. Primeira exibição solo fora do Brasil, Malva traz à tona um importante fator de sua personalidade para mostrar a série de fotos com animais e vísceras construídas através de Taxidermia e de formaldeído, um gás incolor de odor forte. Formado em Biologia, Daniel trabalhou por quatro anos no Projeto Genoma.

Durante seu tempo no campo das ciências naturais, Malva passou  a visitar museus de História Natural e em torno da pequenas cidades de São Paulo, sendo fator importante à sua fotografia, que retrata com vivacidade as entranhas de animais e seres humanos para "mostrar como todos nós somos feitos do mesmo material", exemplifica o artista. "Como parte da natureza, temos crânios, ossos e carne. Vida e morte vem para todos. Espero mostrar que não faz sentido para viver preconceitos raciais e sociais e as diferenças. Em um nível biológico, somos todos um só, feitos do mesmo material, da mesma carne mortal", explica Malva.

A mostra fica em cartaz até 29 de junho na Kristin Hjellegjerde Gallery, um importante nome da vanguarda da arte contemporânea.
www.danielmalva.com.br

www.www.artecogallery.com






Daniel Malva

Balaenoptera bonaerensis: cor

Papilionoidea

Homo-sapiens_rostrum

Serrasalmus nattereri

O espaço onde estão as obras de Daniel Malva na galeria Kristin Hjellegjerde

Galeria Kristin Hjellegjerde

O diretor do projeto Contem Gabriel Del Corso e Daniel Malva


Andre Morin

Photos: Fernanda Calfat e reprodução

The guts of Daniel Malva in London

The Brazilian photographer, Ribeirão Preto, Daniel Malva presents its exposure Cabinet Curiosities in London. First solo exhibition outside of Brazil, Malva brings up an important factor of your personality to show the series of photos with animals and offal built through Taxidermy and formaldehyde, a colorless gas with a strong odor. BA in Biology, Daniel worked for four years in the Genome Project. 

During his time in the field of natural sciences, Malva began visiting museums of Natural History and around the small towns of São Paulo, it is important to factor your photograph, which depicts vividly the guts of animals and humans to "show how all We are made of the same material ", exemplifies the artist. "As part of nature, we have skulls, bones and flesh. Life and death comes to all. I hope to show that it makes no sense to live racial and social prejudices and differences. On a biological level, we are all one, made of the same material in the same mortal flesh "explains Malva. 

The exhibition runs until June 29 at Kristin Hjellegjerde Gallery, an important name in the forefront of contemporary art.