Exposição

Exhibition: Cores do Brasil na OCA, SP

Sob direção da dupla de estilistas Basso & Brooke, acontece no Brasil, até 2 de agosto/14, a exposição Cores do Brasil.

A iniciativa é um projeto multidisciplinar, que tem por objetivo unir responsabilidade social, fotografia, moda, design e tecnologia de impressão digital. Com oficinas fotográficas e de impressão digital, realizadas em instituições culturais e em comunidades nas cidades de Belém, Fortaleza, Rio de Janeiro e São Paulo, sessenta e quatro jovens entre 14 e 26 anos de comunidades vulneráveis, receberam orientação do fotógrafo Tuca Vieira para criarem as próprias fotos.

Os registros fotográficos captados criaram um banco de imagens com mais de 12.600 fotografias, que trouxeram belezas e cenas pouco ou nada conhecidas. A partir dessas leituras contemporâneas da realidade brasileira, Basso & Brooke transformaram essas imagens em estampas digitais que podem ser aplicadas nas mais diferentes superfícies, como madeira, tecido, couro e azulejo. 

A exposição consiste em um grande livro de cinco metros de altura por dez metros de comprimento, formando sete capítulos. Os estilistas também desenvolveram nove looks para a ocasião, sendo cinco femininos e quatro masculinos, além de trazer nove chapéus elaborados pelo designer Stephen Jones. 

Cores do Brasil @ OCA - Parque do Ibirapuera 
Até 02 de agosto de 2014
Entrada gratuita

 






Photos: reprodução

Exhibition: a moda de Charles James no MET

Charles James foi um designer de moda anglo-americano considerado o primeiro costureiro  de haute couture da América. Conhecido por seus esculturais vestidos de festa, influenciou nomes como Christian Dior, que dizia que James era "o melhor estilista de sua geração".

A nova exposição do Costume Institute, de NY, apresenta a mostra Charles James: Beyond Fashion, que explora a concepção das obras do estilista, com foco em seu uso de abordagens esculturais, científicos e matemáticos para construir peças revolucionárias e alfaiataria inovadora, que continuam a influenciar os designers de hoje. 

Cerca de setenta e cinco dos projetos mais notáveis de James estão apresentados em dois locais - no novo Lizzie Tisch e Jonathan Galeria da Anna Wintour Costume Center, bem como nas galerias de exposições especiais no primeiro andar do museu.

Sua fascinação com corte complexo e emendas levou à criação de elementos-chave de seus projetos, onde peças como calças, saias, e acabamentos nas bainhas que envolvem o corpo e fazem determinado volume, por meio da construção, ganharam destaque. Estes, juntamente com seus vestidos de baile emblemáticos do final dos anos 1940 e início dos anos 1950 - o " Trevo de Quatro Folhas ", " Borboleta ", "Árvore ", "Cisne " e " Diamante ", podem ser vistos pelo público.

Depois do sucesso que fez em Londres e Paris, James chegou a Nova York nos anos 1940. Embora não tinha feito nenhum curso específico, foi considerado um dos maiores costureiros de sua época. 

Charles James: Beyond Fashion
Metropolitan Museum of Art - NY
Até 10 de agosto de 2014








Charles James: Beyond Fashion

Charles Wilson Brega James was a British-born fashion designer known as "America's First Couturier." He is widely considered to have been a master of cutting and is known for his highly structured aesthetic.

The inaugural exhibition of the newly renovated Costume Institute examines the career of the legendary twentieth-century Anglo-American couturier Charles James (1906–1978). Charles James: Beyond Fashion explores James's design process, focusing on his use of sculptural, scientific, and mathematical approaches to construct revolutionary ball gowns and innovative tailoring that continue to influence designers today. Approximately sixty-five of James's most notable designs are presented in two locations—the new Lizzie and Jonathan Tisch Gallery in the Anna Wintour Costume Center as well as special exhibition galleries on the Museum's first floor.

The first-floor special exhibition galleries spotlight the glamour and resplendent architecture of James's ball gowns from the 1940s through 1950s. The Lizzie and Jonathan Tisch Gallery provides the technology and flexibility to dramatize James's biography via archival pieces including sketches, pattern pieces, swatches, ephemera, and partially completed works from his last studio in New York City's Chelsea Hotel. The evolution and metamorphosis by James of specific designs over decades are also shown. Video animations in both exhibition locations illustrate how he created anatomically considered dresses that sculpted and reconfigured the female form.

After designing in his native London, and then Paris, James arrived in New York City in 1940. Though he had no formal training, he is now regarded as one of the greatest designers in America to have worked in the tradition of the Haute Couture. His fascination with complex cut and seaming led to the creation of key design elements that he updated throughout his career: wrap-over trousers, figure-eight skirts, body-hugging sheaths, ribbon capes and dresses, spiral-cut garments, and poufs. These, along with his iconic ball gowns from the late 1940s and early 1950s—the "Four-Leaf Clover," "Butterfly," "Tree," "Swan," and "Diamond"—are showcased in the exhibition.

Exhibition: Paper Chase by Alice Aycock

Aproveitando o clima ameno da primavera, Nova York está surpreendente no quesito exposições ao ar livre. 

Depois da The Kelpies citada aqui, a escultora americana Alice Aycock expõe instalações que flertam com a velocidade da cidade que nunca dorme, ao mesmo tempo propondo a sutileza da cor branca nesta série de trabalhos expostos entre as ruas 52nd a 57th. 

Aycock nasceu em Harrisburg, na Pensilvânia, graduou-se em Bacharel em Artes na Douglass College, New Jersey, em 1968, seguindo para NY, onde estudou para seu mestrado no Hunter College, ensinado e supervisionado por Robert Morris.

As primeiras esculturas foram feitas em grande parte em madeira e pedra. Na década de 80 passou a usar aço. Presente em diversos museus e galerias americanos, também tem obras no Japão e na Europa. Atualmente é representada pela Galerie Thomas Schulte em Berlim e Fredric Snitzer Gallery, em Miami. 

Seus trabalhos podem ser encontrados nas coleções do Museu de Arte Moderna de NY, no descolado Whitney Museum of A merican Art, no Brooklyn Museum , na Fundação Louis Vuitton, na LA County Museum, além de estar na Galeria Nacional.

Park Avenue Paper Chase fica em exibição até julho de 2014. 


Maelstrom

Cyclone + Twist 

Hoop-La

Hoop-La 2

Spin-the-Spin

Twin + Vortexes

Twin + Vortexes

Waltzing Matilda

Photos: Fernanda Calfat

Park Avenue Paper Chase by Alice Aycock

Aycock studied at Douglass College in New Brunswick, New Jersey, graduating with a bachelor of arts degree in 1968. She then went to New York City where she studied for her masters at Hunter College, and where she was taught and supervised by Robert Morris; she graduated in 1971. Her early sculptures were site-specific and were largely made from wood and stone; in the 1980s she began to use steel.

Alice Aycock was born in Harrisburg, PA. She received a B.A. from Douglass College and an M.A. from Hunter College. She was represented by the John Weber Gallery in New York City from 1976 through 2001 and has exhibited in major museums and galleries nationally as well as Europe and Japan. Currently she is represented by Galerie Thomas Schulte in Berlin and Fredric Snitzer Gallery in Miami. Her works can be found in the collections of the Museum of Modern Art, NY, the Whitney Museum of American Art, Brooklyn Museum, the Louis Vuitton Foundation, LA County Museum, and the National Gallery.